Notícias falsas de sites fajutos: cuidado com o que você compartilha

Comunicação e educação

0
153

Eu tenho visto muita gente compartilhando no Facebook essas notícias falsas de sites e blogs fajutos, desses que são criados de repente, por qualquer pessoa, e que inventam títulos bombásticos só para conquistar o seu clique e ganhar dinheiro com propaganda

E o pior é que, além de compartilhar, muitos realmente acreditam nessas notícias fajutas e acabam deformando o seu espírito crítico e deturpando a sua visão de mundo.

Eu não estou falando do site de humor chamado Sensacionalista. Que as pessoas sabem que é zoeira.

Estou falando dessa infinidade de sites estranhos que, de repente, aparecem, compartilhadas por alguém na nossa linha do tempo no Facebook, que deturpam notícias e enganam as pessoas, dizendo que elas são verdadeiras.

É preciso prestar atenção na fonte da notícia antes de acreditar nela e compartilhar para os seus amigos.

Até nas mídias profissionais, que têm repórteres e editores que assumem a responsabilidade pelos textos, até nesses veículos é preciso ter cuidado, porque todos têm tendências políticas e editoriais, interesses ou mesmo um modo de trabalho que acaba dificultando as práticas que favorecem a qualidade da notícia.

Práticas básicas do jornalismo, como checar a informações com fontes confiáveis, ouvir vários lados, comparar as versões, analisar cuidadosamente os documentos antes de noticiar ou mesmo estudar a pauta para conhecer melhor o assunto antes de abordá-lo.

As redações estão tão enxutas que até os veículos profissionais têm passado por dificuldades para exercer o bom jornalismo.

E há um problema extra. Em vez de valorizar os repórteres, que trazem informação, e ajudam as pessoas a pensar, as empresas andam valorizando colunistas, que têm opinião.

E quando o colunista é um militante, à esquerda ou à direita, e portanto, amado por uns e odiado por outros, isso é ótimo para a empresa, que vai receber muitos cliques; mas ruim para o leitor, que vai receber menos informação e mais opinião, em geral deformada pela ideologia do colunista.

Então, se a gente deve ter um olhar crítico até com essas grandes empresas profissionais, essa infinidade de sites fajutos, que ninguém conhece, que não tem nem nome de editor, e que copia notícias de qualquer lugar, deturpa o texto, inventa títulos, pega uma fotografia antiga, sem créditos, e tira a foto do contexto para “provar” alguma coisa, isso tem que ser… ignorado. Sério.

Presta atenção no nome do site ou do blog , vê quem faz, vê se tem credibilidade, antes de acreditar ou compartilhar uma notícia. Às vezes a pessoa fica entusiasmada porque aquela notícia falsa confirma a opinião dela.

Mas isso deveria ser um problema: se a sua opinião está fundamentada em uma notícia falsa, ou se para provar a sua opinião você precisa compartilhar uma notícia falsa… acho que vale a pena rever a sua opinião. Acreditar em qualquer coisa que você vê na Internet, só porque está num site, é muita ingenuidade. Quer se informar. Procure fontes confiáveis.

Inscreva-se: http://bit.ly/canaldoAndre

 

Compartilhar:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here